STAM Nº 659H

 

VISITANTE Nº

Psephotus Haematonotus – Red Rump

ESPECIE:

Psephotus Haematonotus

DISTRIBUIÇÃO:

Regiões meridionais e orientais da Australia

DIMENSÕES:

27 centímetros aproximadamente

DISTINÇÃO ENTRE OS SEXOS:

Apontar as diferenças entre o macho e a fêmea é tarefa fácil. As fêmeas destas espécies têm frequentemente uma coloração mais pálida e, por vezes, tem a cabeça e o bico menor. Além disso, o tamanho do corpo é menor , alem da característica principal e que lhe dá o nome (red rumped) o dorso vermelho dos machos .

CARACTERÍSTICAS SOCIAIS:

É aconselhável criar estas aves em casais. Os machos, particularmente, podem ser muito intolerantes entre si e agridem-se através do gradeamento se tiverem oportunidade. É aconselhável não criar estas aves juntamente com outras espécies de periquitos. Estas aves dão-se relativamente bem com outras espécies de aves desde que estas não sejam demasiado tímidas ou pequenas e haja espaço suficiente.

ALOJAMENTO ADEQUADO:

Preferencialmente, estas aves devem ser criadas num viveiro que tenha, pelo menos 1 metros de comprimento e, no mínimo 50 centímetros de largura. Por vezes, criam-se aves isoladas em gaiolas em recinto fechado, mas a ave tem de poder distender as asas com regularidade fora da gaiola. Os animais gostam de roer pelo que não deve colocar plantas no viveiro.

TEMPERATURA AMBIENTE:

Estas aves são muito resistentes aos meses de Inverno e não necessitam de aquecimento desde que tenham acesso a um abrigo nocturno que as proteja das geadas.

ALIMENTAÇÃO:

Podem ser alimentadas com uma mistura de sementes e ração própria para periquitos de grande porte com um suplemento de pequenas quantidades de frutos e alimentos verdes. Deve ter sempre uma mistura de areia.

ACTIVIDADES:

Estes periquitos, uma das espécies mais atraente que se conhece, não são muito ruidosos quando se assustam. Podem também produzir uma variedade de ruídos que são agradáveis ao ouvido. São aves muito activas que gostam de tomar banhos nos dia quentes. Se as aves forem criadas em recinto fechado devem tomar banhos de chuveiro diariamente utilizando para isso um borrifador de plantas. Se tiverem um tratamento cuidadoso, as jovens aves podem crescer tornando-se muito dóceis. Podem ocupar todos os espaços do viveiro, mas frequentam muito o chão, que esgaravatam em busca de alimento.

CRIAÇÃO:

Fazer criação destas aves é, normalmente, uma tarefa muito objectiva desde que o casal tenha um bom relacionamento recíproco e tenha, no mínimo um ano de idade quando tem a primeira postura. Uma caixa de ninho adequada tem na base uma área de 20 centímetros quadrados aproximadamente, e uma altura aproximada de 40 centímetros. O macho faz a corte exibindo-se , quando observar este comportamento , deve prestar atenção para ver se a fêmea reage as suas investidas. Se não reagir é preferível manter a fêmea separada apenas com contacto visual. Se não o fizer , há boa hipótese de o macho começar a agir de modo agressivo em relação a fêmea o que poder trazer consequências graves. A fêmea põe, em média cinco ovos , que incuba durante 19 e 21 dias. Durante os primeiros dias após as crias nascerem, estas são alimentadas pela fêmea. Quando são um pouco mais velhas, o macho também colabora. A plumagem surge quando as crias têm duas semanas de vida, sendo então alimentadas e tratadas pelos pais durante mais algumas semanas, até que possam cuidar de se próprias. Pode demorar cerca de 6 meses até que as aves adquirem a sua plumagem completa, embora ainda no ninho se consiga identificar perfeitamente ambos os sexos devido ao dimorfismo evidente. Os red rumped são conhecido por serem dos melhores progenitores adoptivos não hesitando em chocar e criar outros periquitos Australianos semelhantes .

MUTAÇÕES:

Psephotus Haematonotus - Existem diversas mutações, entre as quais a lutina, rubina , opalina, azul , palida, albina, canela, laranja, e imensas combinações possiveis.......



STAM Nº 659H

 


TOPSITES - AVESPT.COM

 

Copyright © 2008 AVES SEIÇA   |    renatoseica@hotmail.com    |   design by websitesrrc